Com 53% das certificações, SC é o estado com mais selos do programa Bandeira Azul no país

Na temporada 2021/2022, Santa Catarina vai seguir ostentando a marca de estado “mais azul” do Brasil. Ao todo são 15 certificados do programa Bandeira Azul distribuídos no estado, dois a mais que na última temporada. O júri internacional renovou a reconhecimento de dez praias e duas marinas catarinenses – aprovou, ainda, outras duas praias e uma marina.

O crescimento tem relação direta com o investimento de R$ 80 mil da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) em estudos técnicos para ampliar o reconhecimento no estado. O projeto, realizado em parceria com o Instituto Ambientes em Rede (IAR), identificou os balneários catarinenses que melhor atenderam aos requisitos para obter o selo socioambiental reconhecido mundialmente.

Praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú, é uma das praias certificadas – Foto: Markito/Aquivo/Santur

“Além de incentivarmos, nós investimos e trabalhamos em conjunto pela preservação, por um turismo responsável. É mais um reconhecimento que Santa Catarina recebe por cuidar do nosso patrimônio natural. Esse é um importantíssimo atrativo turístico para um estado que abriga tanta diversidade e belezas preservadas”, afirmou o presidente da Santur, Renê Meneses.

O Brasil garantiu 28 aprovações, sendo 22 praias e seis marinas, que devem ser contempladas com o selo ecológico. Com 15 certificados, Santa Catarina garante 53,57% dos pontos azuis no país. O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental.

“Por causa da pandemia, houve dificuldade para alguns em realizar testes de balneabilidade da água e certas atividades relacionadas ao programa. No entanto, com a ajuda de nossos parceiros, todos os critérios foram cumpridos, ganhando reconhecimento do júri nacional e internacional”, informou Leana Bernardi, coordenadora do projeto no Brasil.

A cerimônia de entrega das bandeiras acontece entre novembro e dezembro, no início da temporada de verão no hemisfério sul.

SELO BANDEIRA AZUL – 2021/22

*Renovação do selo
– Praia Grande, Governador Celso Ramos – SC
– Praia do Estaleiro, Balneário Camboriú – SC
– Praia do Estaleirinho, Balneário Camboriú – SC
– Praia de Piçarras – Balneário Piçarras – SC
– Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas – SC
– Praia de Mariscal, Bombinhas – SC
– Praia da Saudade, Penha – SC
– Praia da Conceição, Bombinhas – SC
– Praia do Forte, São Francisco do Sul – SC
– Praia Grande, Penha – SC
– Iate Clube de Santa Catarina (sede Centro), Florianópolis – SC
– Tedesco Marina – Balneário Camboriú – SC

*Praias e marinas estreantes com o selo
– Praia da Bacia da Vovó, Penha – SC
– Prainha, São Francisco do Sul – SC
– Marina Itajaí, Itajaí – SC

O PROGRAMA

O programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental amplamente reconhecido em todo o mundo. Foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education, uma instituição internacional com diversos integrantes representando seus respectivos países. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede.

O Júri Internacional é composto pela FEE – Foundation for Environmental Education; UNE – United Nations Environment; UNWTO – United Nations World Tourism Organization; WHO – World Health Organization; IUCN – International Union for Conservation of Nature; EUCC – European Union for Coastal Conservation; ILS – International Lifesaving Federation; ICOMIA – International Council of Marine Industry Associations; EEA – European Environment Agency; UNESCO – United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization; WCA – World Cetacean Alliance e ENAT – European Network for Accessible Tourism. 

Marina Tedesco é uma das marinas contempladas na edição 2021/22 – Foto: Saul Oliveira / Santur 

Fonte: SANTUR

SC, Campeã da 3a. etapa do Brasileiro Amador – CBS

Lestada e ondas em Balneário Camboriú

Último final de semana de Setembro, aconteceu a 3a. etapa do Circuito Brasileiro Am. realizado pela CBS. A equipe catarinense Am, conquistou a 1a. colocação, deixando o Ceará em 2o. lugar e Rio de Janeiro em 3.o lugar.
Com ondas de 1 metro e vento maral, os competidores tiveram a oportunidade de apresentar boas manobras.
A Fecasurf, agradece a todos os competidores, seu familiares, a ASBC e apoiadores que sempre estão presentes.
Resultados por equipe.
Notas da Bateria #01 Onda à Onda
Cls Nome Time Pontos
Santa Catarina SC
Ceara CE
Rio de Janeiro RJ
Paraiba PB  

 


David Husadel

 

PARABÉNS EQUIPE CATARINENSE…
PARABÉNS FECASURF
PARABÉNS DAVID HUSADEL

Vídeo Documentário “Pegadas Salgadas”

Pegadas Salgadas é um vídeo-documentário de 26 minutos que irá oferecer um panorama de como a cultura do surf se faz presente de maneira decisiva na ilha de Santa Catarina, contribuindo para determinar o perfil cultural, social e turístico de Florianópolis.

O orientador de surf Roger Souto Mayor foi convidado a representar o segmento das escolas de surf dentro do documentário Pegadas Salgadas.

Presidente da Associação Catarinense das Escolas de Surfe – ACES e comandante do Floripa Surf Club na Praia Mole, salta aos olhos o entusiasmo e o comprometimento de Roger ao falar sobre o caminho percorrido no objetivo alcançado de tonar o segmento de escolas de surf em Floripa um dos mais organizados e reconhecidos do Brasil.

Apoiadores:

Mais informações sobre o filme no link: http://www.scult.tv/p/o-filme.html