Médicos “receitam” surf no lugar de medicamentos

Floripa Surf Club e NickelodeonTVMédicos “receitam” surf no lugar de medicamentos para o tratamento de enfermidades.

Um projeto-piloto liderado por 20 médicos na cidade de Biarritiz, no litoral francês, prescreve aos seus pacientes atividades esportivas ao ar livre, como o surf, no lugar de medicamentos tradicionais para o tratamento de algumas enfermidades.

A iniciativa pretende melhor a qualidade de vida dos pacientes e reduzir a dependência do uso de drogas no tratamento médico. Os médicos “receitam” cursos de até 12 semanas em diferentes modalidades: surf, stand-up paddle, natação, caminhada, entre outros.

A escolha da atividade física varia de acordo com a doença, a gravidade e as condições dos pacientes.
Nicolas Guillet, um dos idealizadores do tratamento alternativo, assegura que em seis meses já é possível notar alguma diferença. Ele lembra também que muitos pacientes não abandonam a atividade física mesmo depois do fim do tratamento.

Um desses pacientes é uma senhora de 40 anos que sofria com intensas dores nas costas e já tinha passado por uma cirurgia dez anos atrás. Os médicos indicaram para ela aulas de stand-up paddle e, seis meses depois, as dores quase desapareceram por completo.

No caso de esportes praticados no mar, especialistas dizem que o contato com a água é “incrivelmente terapêutico” e pode ajudar a combater dores crônicas, depressão, diabetes, obesidade, doenças cardíacas e evitar uma série de mortes causadas pelo sedentarismo.

Fonte: The Telegraph